Governo de Goiás entrega 43 moradias em Santo Antônio de Goiás

Investimento em novas unidades habitacionais alcançam R$ 3,4 milhões, sendo R$ 645 mil de contrapartida do Estado. Para município ainda estão previstas 73 novas unidades com destinação superior a R$ 5,8 milhões. Também foi entregue a nova sede do Conselho Tutelar do município.

 

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), entregou, na tarde desta segunda-feira (30/08), 43 moradias do módulo 2 do Residencial Santo Antônio para moradores do município de Santo Antônio de Goiás, na região metropolitana de Goiânia. Também inaugurou a nova sede do Conselho Tutelar e distribuiu 75 chromebooks a alunos da rede estadual de ensino em fase de conclusão do Ensino Médio. Entre as famílias beneficiadas estava a do casal André Batista Pereira, 30 anos, e Karine Teles dos Santos, 26 anos, que foram receber as chaves levando a filha Lara Sofia, de quatro anos. “Passamos dois anos esperando por esta casa, com a qual sonhei muito. Saber que estamos saindo do aluguel para morar no que é nosso é outra vida. É bom demais da conta”, disse Karine, contando que paga R$ 450,00 de aluguel, o mesmo valor que vai pagar de prestação.

André Batista disse que se não fosse a ajuda de R$ 15 mil do Governo de Goiás não teria a menor condição de realizar o sonho da casa própria. “Essa ajuda é muito importante. Não tinha esse dinheiro para pagar a parte da entrada que é exigida no financiamento. É uma casa de qualidade e em um bairro bom, com tudo perto. O plano agora é melhorar, fazer o muro, construir uma área na frente”, explicou o futuro morador do Residencial Santo Antônio.

Com investimento de R$ 3,43 milhões em recursos públicos, estaduais e federais, as moradias foram construídas por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab). O Estado entrou com o aporte de R$ 645 mil, sendo R$ 15 mil por residência. “Aquilo que era impeditivo, a entrada, foi transferida pelo Governo de Goiás a custo zero aos novos proprietários. Com isso, a prestação fica mais baixa”, explicou Caiado. As parcelas do financiamento, viabilizado pela Caixa Econômica Federal, variam entre R$ 300 e R$ 400.

Desde que começou a construção das residências, Severino Ramos da Silva estava na expectativa de ser um dos contemplados com uma moradia própria. Plano de toda uma vida que se concretizou hoje. "Estou muito feliz com a minha nova casa. Pago aluguel e, agora, vou me livrar disso", afirmou ele, que já tem planos de fazer o muro ao redor do espaço e ainda construir uma área coberta. Um desejo dele e da esposa, Tânia Amorim, 60 anos, pensionista do INSS, que vão morar no local. O diferencial, conta Severino, é que trabalhou na construção da própria casa, como ajudante de pedreiro. “A qualidade é excelente. Da minha casa e de todos os outros vizinhos. Fiquei com a casa modelo. Isso aqui é um sonho realizado para gente”, contou ele. A esposa disse que o financiamento foi em 20 anos e com um valor um pouco mais alto também, por causa da idade do casal, que tem seis filhos. “Vamos deixar de pagar aluguel e investir no que é nosso. Isso é maravilhoso”, complementou Tânia, que agora só pensa na mudança.

 

Essa é a segunda entrega de moradias populares no município na atual gestão. Em 2020, outras 21 unidades foram construídas e destinadas às famílias que já usufruem do benefício desde setembro do ano passado. O investimento nesta primeira entrega somou R$ 1,9 milhões, dos quais R$ 315 mil foram direto do tesouro estadual e o restante em contrapartidas dos parceiros.

O cronograma de inaugurações continua. O município receberá, em breve, outras 73 unidades com investimento superior a R$ 5,8 milhões, sendo R$ 1,09 milhão do Estado e R$ 4,73 milhões em contrapartidas. No módulo 3, com 43 casas, serão investidos R$ 3,4 milhões, dos quais R$ 645 mil são aporte estadual. Já o módulo 4, com 30 residências, custará cerca de R$ 2,4 milhões, com R$ 450 mil de destinação do tesouro público goiano.

O município participa da parceria a partir da doação do terreno. O prefeito de Santo Antônio de Goiás, Kleber Freitas, agradeceu ao Governo de Goiás por apoiar as famílias mais carentes e ajudá-las a realizar o sonho da casa própria. Cada família recebeu subsídio de R$ 15 mil, que as ajudou a bancar o valor da entrada do financiamento e também a baixar o valor das parcelas. 

A Agehab atua para sanar déficits habitacionais com a execução da política habitacional de interesse social do Estado. O de Santo Antônio, por exemplo, é de 396 unidades, conforme levantamento mais recente (2018) do Instituto Mauro Borges (IMB).

Conselho Tutelar e chromebooks

Além da entrega das moradias, foi inaugurada a nova sede do Conselho Tutelar de Santo Antônio de Goiás, localizado na Vila Florença. Foram destinados R$ 226.780,45 no empreendimento. São R$ 130 mil de contrapartida do Governo de Goiás e R$ 96.780,45 em recursos municipais. A participação do Estado na construção de sedes de conselhos tutelares resulta de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho imposto à gestão anterior.

Foram entregues, ainda, 75 chromebooks que vão auxiliar os estudos dos alunos da rede estadual que se preparam para a conclusão do Ensino Médio, que vão beneficiar alunos 60 mil anos em todo o Estado, como Maria Daniela Duarte e João Vitor Venâncio, que representaram todos os beneficiados de Santo Antônio de Goiás na solenidade.  O investimento total é de R$ 144 milhões, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Fotos: Sérgio Willian

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.