Governo de Goiás entrega 138 apartamentos para famílias de Luziânia

De um lado, pessoas que sonharam por muito tempo com a conquista da casa própria. Do outro, um governo sério que entende o valor da moradia digna para o cidadão. O resultado desse encontro é um programa habitacional austero e executado com planejamento e recursos garantidos, o que reflete na entrega de mais 138 apartamentos para famílias de Luziânia, do Condomínio Residencial Alto Maravilha IX, realizado nesta terça-feira (16/11).

Luziânia completa 275 anos em dezembro e as famílias do Alto Maravilha vão comemorar de uma forma diferente neste ano, com o sonho realizado de estar dentro do próprio apartamento. O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), tem priorizado a construção e entrega de moradias em todo o Estado, inclusive no entorno do Distrito Federal, uma das regiões historicamente negligenciadas por gestões anteriores, além de possuir um dos maiores déficits habitacionais do Estado, sem investimento proporcional à demanda.

Com o empenho dos parceiros envolvidos, o sonho dessas famílias se materializou na forma de uma sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço. Um parquinho para as crianças brincarem e uma vaga de garagem para o carro, moto ou bicicleta. São apartamentos que possuem 44,77 m², com térreo e mais dois pavimentos. Para a construção das unidades, o Estado entrou com contrapartida de R$ 15 mil por unidade habitacional para as famílias com renda de até três salários mínimos, habilitadas no programa estadual de moradia.

O valor ajudou a viabilizar o financiamento do imóvel pelas famílias, de forma que cobriu ou reduziu o valor da entrada, ou abaixou a quantia a ser paga nas prestações. O financiamento junto à Caixa é feito em até 360 meses, com valor médio da parcela de R$ 450. Com a parceria entre Governo do Estado, prefeituras, governo federal e construtoras é possível que as parcelas do imóvel caibam no orçamento das famílias, que deixam de pagar um aluguel mais caro para arcar uma parcela de um imóvel que é próprio e, ainda por cima, mais barata.

Esse subsídio foi crucial para que a dona de casa Letícia Rodrigues Pereira, de 23 anos, conseguisse uma das moradias. Ela e a irmã Hellen Cristina, atendente, de 24 anos, sonharam e realizaram juntas o sonho da casa própria. Hoje são vizinhas no Residencial Alto Maravilha IX. “Minha irmã ficou sabendo primeiro e me avisou que aqui tinha essa ajuda de R$ 15 mil do Governo de Goiás. Porque a gente não teria condições de dar entrada, mas a parcela a gente consegue pagar, pois é praticamente o mesmo valor que a gente pagava de aluguel”, afirmou Letícia. Agora, ela e a irmã fortalecem os laços de amizade e união. “A gente cuida uma da filha da outra quando precisa, divide as alegrias e as tristezas. E também briga, né, porque é família!”, disse, bem-humorada.

“Nossas ações do governo são diretas, com atendimento, principalmente, às pessoas mais vulneráveis”, afirmou o governador Ronaldo Caiado durante a solenidade de entrega dos imóveis do Residencial Alto Maravilha IX. Somente nesta gestão, foram destinadas 266 moradias ao município de Luziânia, que recebeu em 2019 outras 126 unidades no Residencial Alto Maravilha X. A contrapartida do Governo de Goiás, nos empreendimentos construídos, gira em torno de R$ 4 milhões.

Caiado destacou que o Estado trabalha de forma firme na habitação e sabe que essa atuação é importante, principalmente, no pagamento do valor inicial dos imóveis. “A entrada inviabiliza muitos de vocês de adquirirem suas casas. Nós damos 100%, não tem retorno. É entregue a vocês no sentido de dar condições de arcarem com as outras parcelas devidas à Caixa”, explicou. Segundo o governador, ter uma residência é fundamental. “É algo que traz garantia para as famílias”, completou.

O presidente da Agehab, Pedro Sales, reforçou que muitas áreas diferentes são importantes na construção da cidadania e dignidade do cidadão, mas que a moradia tem um papel central nessa trajetória. “As famílias precisam de segurança, alimentação, emprego, boas escolas e saúde acessível em seus municípios. O Governo de Goiás tem se preocupado com todas essas áreas e tem dado atenção especial à moradia, seja com as parcerias que deixam os valores das prestações mais baixas, com a casa a custo zero ou com as escrituras, que trazem segurança jurídica para pessoas que esperavam há mais de 20 anos”, ressaltou. Ele lembra que com uma moradia digna e ao lado de sua família, as pessoas encontram força para lutar por uma vida melhor. “Goiás é um Estado maravilhoso, que acolhe as pessoas, e o governador Ronaldo Caiado não aceita nada menos do que a dedicação total da equipe de governo para devolver às pessoas a tranquilidade para construírem a vida aqui”, destacou ainda Pedro Sales.

 

Deixar o abandono no passado

Por determinação do governador Ronaldo Caiado, a Agehab intensificou os investimentos na região do Entorno do Distrito Federal com objetivo de enfrentar o histórico de abandono vivenciado em gestões passadas. A região contava com um dos maiores déficits habitacionais do Estado, sem investimento proporcional à demanda. O valor total investido no Residencial Alto Maravilha IX foi de mais de R$ 13,8 milhões, sendo R$ 2,070 milhões de recursos estaduais e contrapartida do governo federal e construtora de R$ 11,7 milhões.

Em toda a região do Entorno do Distrito Federal, foram construídas e distribuídas 2.423 unidades habitacionais, sob investimento de R$ 216 milhões, sendo R$ 35 milhões do Governo de Goiás.

 

Agência Goiana de Habitação (Agehab) – Governo de Goiás

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.